Noticias

Ayrton Senna e o futebol: 5 histórias curiosas do piloto envolvendo o esporte mais popular do mundo

08/06/2017

Há exatos 27 anos, Ayrton Senna venceu o GP do Canadá de Fórmula 1 pouco antes da Seleção Brasileira de futebol entrar em campo para disputar o seu primeiro jogo na Copa do Mundo de 1990 contra a Suécia, na Itália. Foi pensando nessa história que o site oficial de Ayrton Senna encontrou algumas outras curiosidades marcantes do piloto envolvendo o futebol.

1- Senna e a Seleção Brasileira vencendo no mesmo dia

O GP do Canadá de 1990 foi marcado por ser a primeira prova de F-1 narrada por Cléber Machado na TV Globo. Galvão Bueno, que normalmente fazia a maioria das provas, foi escalado pelo canal para transmitir o jogo do Brasil, que começou logo após a comemoração de Ayrton Senna no pódio em Montreal.

Antes da corrida, Senna falou sobre o fato de acelerar no mesmo dia da partida. “Nunca fui fanático por futebol, mas nessa hora não dá pra deixar de torcer. A Copa do Mundo realmente mexe com o espírito de qualquer brasileiro. Pena que dificilmente conseguirei ver o nosso jogo de estreia”, disse Senna.

A Seleção venceu a partida contra os suecos por 2 a 1 em Turim e Senna ainda fez a dobradinha brasileira na pista com Nelson Piquet, que chegou em segundo lugar.

2- Levantando a bandeira brasileira após a eliminação na Copa de 1986

Uma forte ligação de Ayrton Senna com o futebol aconteceu quatro anos antes, em 1986, quando o piloto venceu o GP de Detroit e levantou a bandeira brasileira pela primeira vez dentro do seu cockpit. O fato ficou marcado em sua carreira e aquele gesto mostrou o orgulho de ser brasileiro de Senna, que se solidarizou com os torcedores do País, que estavam chateados com a derrota para a França nas quartas de final da Copa do Mundo no dia anterior.

Piloto da Lotus-Renault, Senna aproveitou para mostrar seu orgulho brasileiro para os próprios franceses de sua equipe, que fizeram brincadeiras com ele depois da eliminação do Brasil nas cobranças de pênaltis após o empate no tempo normal por 1 a 1.

3- A tentativa frustrada de Senna jogar como goleiro

Dois anos depois, em 1988, Senna resolveu jogar futebol na Ilha de Bali, na Indonésia, local onde comemorava a conquista do seu primeiro título mundial, sacramentado no GP do Japão na semana anterior. O piloto resolveu ser goleiro e… digamos que o resultado não foi dos melhores! Confira algumas matérias dos jornais da época sobre a luxação na mão direita de Senna.

Jornal: Notícias Populares – 05/11/1988

Jornal do Brasil – 12/11/1988

4- Senna na seleção de futebol dos pilotos de F-1

Em 1992, já tricampeão do mundo, Senna foi escalado na Seleção dos Pilotos, time que existe até hoje para realizar eventos beneficentes na Europa. A partida aconteceu em Pescara, na Itália, e Ayrton fez até um dos gols do empate de 4 a 4 contra o time formado por dirigentes e técnicos do futebol local.

5 – O Tetra é nosso!

A quinta história da relação entre Ayrton Senna e o futebol aconteceu em 1994, quando o piloto e a Seleção Brasileira fizeram um pacto para trazer os dois tetras ao Brasil – na F-1 e no futebol. Após uma disputa suada nos pênaltis contra a Itália na Copa do Mundo, realizada nos Estados Unidos, a Seleção conquistou o tão sonhado quarto título – após uma espera de 24 anos. Na comemoração dos jogadores, uma faixa se destacou no meio da festa dos atletas e da comissão técnica: “Senna…Aceleramos juntos, o Tetra é nosso!”.

Quem relembrou desta histórica completa foi Raí, camisa 10 da Seleção Brasileira na época, e que foi nosso convidado no Senna TV.