Noticias

No Dia da Bandeira, relembre 5 vitórias inesquecíveis de Senna

17/11/2017

Neste 19 de novembro é celebrado no Brasil o Dia da Bandeira. E quem sempre fez questão de mostrar orgulho em levantar a bandeira do País era Ayrton Senna. O tricampeão mundial de F-1 sempre mostrava o amor e carinho pela nação, mesmo em tempos difíceis da economia, educação e política.

Relembre cinco das várias vitórias em que Senna cruzou a linha de chegada na primeira posição e ergueu a bandeira nacional.

1- Detroit 1986

A primeira vez a gente nunca esquece. E foi em Detroit, em 1986, que Senna levantou pela primeira vez a bandeira do Brasil dentro do seu cockpit. Após vencer com a Lotus-Renault, Ayrton descontou a brincadeira do franceses de sua equipe, que tiraram sarro do piloto pela desclassificação do País contra a França na Copa do Mundo de 1986, um dia antes da corrida nos Estados Unidos, lavando a alma de milhões de torcedores frustrados com o revés da Seleção Brasileira no futebol.

 

2- Brasil 1991

Completamente exausto após quebrar o jejum de nunca ter vencido no Brasil, Senna subiu no pódio em Interlagos com a bandeira em 1991 para a imensa festa da torcida. O piloto terminou a corrida apenas com a sexta marcha e sequer conseguia levantar o troféu devido aos espasmos musculares, mas fez questão de participar da cerimônia para a alegria dos brasileiros.

3- Brasil 1993

Senna superou o favoritismo das Williams em Interlagos em 1993 com uma bela manobra em cima de Damon Hill na entrada do Laranjinha e, após cruzar a linha de chegada na ponta, viu a torcida invadir a pista. Ayrton parou o carro e pegou uma bandeira do Brasil com seu nome, entregue pelo fiscal Marcelo Krause. A história completa você pode conferir no Senna TV.

4- Donington Park 1993

Uma das maiores exibições de um piloto em uma corrida de F-1, a prova de Donington Park teve vários ingredientes para ficar para sempre na memória dos fãs de Senna. O tricampeão fez a melhor primeira volta de todos os tempos, completou a volta mais rápida da prova passando por dentro do box e ainda colocou uma volta no terceiro colocado, ninguém menos que Alain Prost, da Williams. No pódio, Senna mais uma vez levou a bandeira do Brasil e fez comemorou muito no circuito inglês.

5- Austrália 1993

A última vitória de Senna na F-1 também teve comemoração do piloto com a bandeira nacional. E essa foi uma das mais especiais por ter sido sua despedida da McLaren e justamente no seu último duelo contra Alain Prost, que chegou em segundo com a Williams. Senna pegou a bandeira do Brasil de dentro do seu cockpit e ergueu na volta de desaceleração antes de subir no pódio, em mais uma festa dos brasileiros durante a madrugada de sábado para domingo.