Noticias

O dia em que Senna venceu a aposta com Ron Dennis e levou a McLaren da vitória “para casa”

06/09/2017

Uma das histórias mais curiosas das conquistas de Ayrton Senna na Fórmula 1 aconteceu no Grande Prêmio da Itália de 1990, em Monza, no dia 9 de setembro. Apesar do brasileiro liderar o campeonato daquele ano, Ron Dennis, chefe de equipe da McLaren, não acreditava na vitória de Ayrton dentro da casa da Ferrari.

Confiante que poderia quebrar o incômodo tabu de nunca ter vencido em Monza, Senna decidiu propor uma aposta com Ron: caso conseguisse a vitória, ele ganharia o carro do triunfo de presente.

Senna fez até mais do que precisava para ficar com o carro. Além de ter vencido a corrida, fez a pole position, cravou a volta mais rápida da prova e liderou de ponta a ponta sem dar chances para a Ferrari de Alain Prost, seu rival na disputa pelo título da temporada, que terminou em segundo.

Confira as voltas finais dessa corrida:

Com o resultado, restavam apenas mais quatro corridas para o final do ano e Ayrton tinha 16 pontos de vantagem para o francês. O brasileiro ficaria com o bicampeonato após o toque na largada justamete com Prost em Suzuka, no Japão, na penúltima corrida do ano.

A McLaren MP4/ 5B, modelo utilizado por Senna em 1990, foi recebida pela família do piloto e hoje faz parte do histórico acervo do Instituto Ayrton Senna.