Noticias

País onde Ayrton Senna fez história com vitórias e poles, Austrália abre a temporada da F-1

20/03/2018

A temporada 2018 da Fórmula 1 começa neste final de semana na Austrália, em Melbourne. O tempero especial certamente será na disputa entre Lewis Hamilton e Sebastian Vettel, que farão pela primeira na história da F-1 um duelo entre dois tetracampeões mundiais. Esse certamente será apenas mais uma das grandes disputas da temporada.

Ayrton Senna nunca correu no circuito de Albert Park, que é palco do GP australiano desde 1996, mas foi um dos pilotos que mais fez história na pista de rua de Adelaide, também na Austrália, onde conseguiu 2 vitórias, 3 pódios e 6 poles.

Foto: Norio Koike/ ASE

A história de Ayrton Senna na Austrália começou justamente na primeira edição desta prova. Em 1985, a categoria correu pela primeira vez em solo australiano e o piloto brasileiro foi o responsável por conseguir a pole position a bordo da Lotus 97T. Confira a volta voadora de Senna:

Como era costume de Senna, principalmente nos circuitos de rua, o tricampeão foi o recordista de poles em Adelaide. Além da pole que cravou na inauguração da pista, ele também fez a volta mais rápida dos treinos classificatórios de 1988, 1989, 1990, 1991 e 1993.

A última pole foi uma das mais especiais, já que o box da McLaren tentava alertar que o piloto estava praticamente sem gasolina. Como o rádio da equipe havia parado de funcionar (há quem diga que o brasileiro simplesmente ignorou os alertas…), Senna foi até o limite com a sua McLaren e cravou a pole com 0s436 de vantagem para Alain Prost, que pilotava o favorito carro da Williams. No final do treino, nem Ayrton acreditava no que havia conseguido fazer com o carro na sua única pole da temporada de 1993.

As vitórias de Senna na Austrália também foram bastante especiais. Em 1991, a corrida em Adelaide foi o primeiro GP realizado após a conquista do tricampeonato, que aconteceu no Japão. Após muita comemoração, Senna largou na ponta e a direção de prova interrompeu a corrida na volta 14 por falta de segurança na pista por causa da forte chuva que caía no circuito. Essa corrida ficou marcada como a mais curta da história da F-1.

Na corrida de 1993, Senna venceu e dividiu o pódio pela última vez com Alain Prost, que se aposentava em definitivo após a conquista do título daquele ano. A vitória do brasileiro também ficou marcada por ser a última de suas 41 vitórias na F-1. Por fim, Senna se despedia da McLaren e em 1994 o tricampeão pilotaria o carro da Williams.