Grande Prêmio da Alemanha – 1984

Voltar

Foi no circuito de Hockenheim que Ayrton Senna teve o primeiro grande susto na Fórmula 1.

Sabendo que seria muito difícil acompanhar os carros competitivos de Ferrari, Renault e McLaren com o seu Toleman, resolveu apostar na aerodinâmica no veloz circuito alemão.

No treino, a tática funcionou. Ayrton Senna deixou a asa traseira em zero para ganhar velocidade nas longas retas e marcou o nono tempo, à frente de gente importante como René Arnoux (Ferrari) Jacques Laffite (Ligier) e Nigel Mansell (Lotus).

Animado, partiu então para a corrida. Ou seria uma aventura?

O ajuste de asa não deu certo na prova. Na quarta volta, o aerofólio traseiro desprendeu-se do carro e o Toleman decolou.

“Foi uma experiência que não quero repetir.”

Depois do susto, Ayrton Senna relatou:

“Me vi num túnel sem gravidade, voando a esmo. Mesmo depois de parado, não sabia onde estava, tinha perdido o senso de direção”.

Resumo da Corrida

  • 1 A. Prost
  • 2 E. de Angelis
  • 3 D. Warwick
  • 4 P. Tambay
  • 5 N. Piquet
  • 6 M. Alboreto
  • 7 N. Lauda
  • 8 T. Fabi
  • 9 Ayrton Senna
  • 10 R. Arnoux
  • 11 A. de Cesaris
  • 12 J. Laffite
  • 13 M. Winkelhock
  • 14 M. Surer
  • 15 T. Boutsen
  • 16 N. Mansell
  • 17 F. Hesnault
  • 18 E. Cheever
  • 19 K. Rosberg
  • 20 R. Patrese
  • 21 P. Ghinzani
  • 22 P. Alliot
  • 23 J. Gartner
  • 24 H. Rothengatter
  • 25 J. Palmer
  • 26 S. Johansson
Voltas 44
Tempo Nublado
Volta mais rápida A. Prost - 1’53’’538
Podium 1º A. Prost 2º N. Lauda 3º D. Warwick
Carros 26
Abandonos 16