A temporada

Ninguém conseguiu superar a Williams de Nigel Mansell durante em 1992. Nem mesmo Ayrton Senna que, por mais talentoso que fosse, tinha em mãos um carro bem mais lento.

Foi uma temporada em que o piloto lutou para conquistar um lugar no pódio. As três vitórias e os pontos conquistados foram suficientes para levá-lo apenas ao quarto lugar no Mundial de Pilotos.

Até chegou a cogitar ficar um ano fora da Fórmula 1 depois dos resultados aquém das expectativas e quando as negociações com Williams e Ferrari fracassaram.

Foi também o ano em que Ayrton Senna despediu-se dos motores da Honda, aqueles que impulsionaram todos os seus carros vencedores na McLaren.

Colocação: Piloto: Pontos:
N. Mansell 108
R. Patrese 56
M. Schumacher 53
Ayrton Senna 50
G. Berger 49
M. Brundle 38
J. Alesi 18
M. Hakkinen 11
A. de Cesaris 8
10º M. Alboreto 6
11º E. Comas 4
12º K. Wendlinger 3
13º I. Capelli 3
14º T. Boutsen 2
15º P. Martini 2
16º J. Herbert 2
17º B. Gachot 1
18º C. Fittipaldi 1
19º S. Modena 1
Equipe McLaren
Carro McLaren/Honda MP4-7
Total de provas 16
Vitórias 3
Poles 1
Pódios 7
Melhores Voltas 1
Abandonos 7
Pontos 50
Classificação no Campeonato 4

Saia na frente e receba notícias e novidades sobre o Ayrton Senna.

Saia na frente e receba notícias e novidades sobre o Ayrton Senna.