Em 1981, uma de suas últimas tentativas de conquistar o Campeonato Mundial de Kart, as políticas de regulamento se modificaram e atrapalharam Ayrton Senna: os competidores passaram a correr com um kart de motor de 135cc.

O equipamento de Senna para este mundial de Parma, na Itália, não era topo de linha. Ayrton corria contra pilotos com motores e chassis bem melhores, tanto que o brasileiro era o único com motor DAP entre o mar de motores Komet, que ocuparam as 17 primeiras posições ao final do torneio.

Senna terminou esse mundial em quarto, somente atrás de Mike Wilson, Lars Forsman e Ruggero Melgrati, ambos correndo com um conjunto Birel-Komet. O brasileiro ainda faria uma nova tentativa de ser tornar campeão no ano seguinte, em 1982, na competição disputada em Kalmar, na Suécia.

Título Conquistado:

GP da Suíça (Wholen) – Categoria 135cc