Noticias

Um recorde de Senna imbatível na F-1 até hoje: 3 vitórias seguidas na Alemanha

28/07/2017

Em 29 de julho de 1990, Ayrton Senna conseguiu uma marca que até hoje nunca foi quebrada na história da Fórmula 1: venceu o GP da Alemanha em três anos seguidos. O piloto brasileiro triunfou com a McLaren em 1988, 1989 e 1990 na pista de Hockenheim, circuito marcardo pelas longas retas que cortavam a região da Floresta Negra alemã.

 

Na história, vários pilotos chegaram perto de igualar essa marca de Ayrton, mas nenhum outro competidor conseguiu. Juan Manuel Fangio, por exemplo, venceu o GP alemão em 1954, 1956 e 1957, mas a prova não foi realizada em 1955, o que impediu tal feito. Já Alberto Ascari, piloto italiano que também marcou época nos anos 50, venceu em 1950, 1951 e 1952, mas a prova de 1950 ainda não era um GP oficial do calendário da Fórmula 1. Somente no ano seguinte a prova passou a ser oficializada dentro da competição mundial.

 

Voltando à época de Senna, as vitórias do brasileiro na Alemanha tiveram grande significado para os campeonatos de 1988, 1989 e 1990. Nos três anos, o principal rival de Ayrton era Alain Prost, sendo que nas três vezes o brasileiro chegou em Hockenheim em segundo na tabela, justamente atrás do rival.

GP da Alemanha – 1988

 

Em 1988, Senna venceu de ponta a ponta e diminuiu a vantagem para o francês de seis para três pontos no campeonato. No final do ano, Ayrton ficaria com o título mundial.

No ano seguinte, em 1989, Senna superou Prost na penúltima volta, resultado muito importante para que o brasileiro continuasse na luta pelo título contra o seu companheiro de equipe, que acabou campeão na polêmica disputa em Suzuka.

 

Em 1990, a vitória de Senna combinada com o quarto lugar da Ferrari de Prost colocou o brasileiro na liderança do campeonato. A diferença, que era de dois pontos a favor do francês antes do GP, passou a ser de quatro pontos de vantagem para Senna ao final da prova em Hockenheim.

Em 2017, o GP da Alemanha ficou de fora do calendário da F-1, mas a prova está programada para retornar em 2018, novamente no circuito de Hockenheim. O traçado atual foi modificado em relação ao da época de Senna. Com menos retas, a região da floresta foi fechada novamente com a mata e a extensão do traçado foi encurtada – passou de 6,8 km para 4,5 km.