Noticias

Uma pré-temporada especial da F-1 em 1984, com o jovem Ayrton Senna e Emerson Fittipaldi na pista!

15/01/2020

Mesmo sendo de gerações diferentes do automobilismo brasileiro, Ayrton Senna e Emerson Fittipaldi estiveram pilotando juntos na F-1 por alguns dias. Isso aconteceu em janeiro de 1984, no Autódromo de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. Enquanto Senna realizava seus primeiros testes com a Toleman antes da estreia oficial na categoria, o bicampeão mundial havia sido convidado pela Spirit, que também utilizava motores Hart, para auxiliar o time no desenvolvimento do carro.

Senna começou se destacando logo nas primeiras sessões dos testes coletivos, mesmo com um carro bastante inferior aos pilotos consagrados da época como Alain Prost, Niki Lauda e Nelson Piquet.

Fittipaldi vivia um momento bem diferente: ele somente voltaria para a F-1, onde havia conquistado os títulos de 1972 e 1974, caso o carro tivesse boas condições de disputar a temporada de 1984. Como o monoposto apresentou quebras seguidas no Rio de Janeiro e não marcou tempos competitivos, o piloto decidiu embarcar para os Estados Unidos, onde também escreveria história na Fórmula Indy, abrindo mais uma vez a porta para dezenas de brasileiros na principal competição de monopostos da América.

Mesmo não tendo seguido na F-1 em 1984, Fittipaldi lembrou nas suas redes sociais como foi aquele momento ao lado de Ayrton Senna.

“Eu fui convidado pela Spirit-Hart para os treinos de pneus em Jacarepaguá no mês de janeiro de 1984. Ao meu lado, o estreante Ayrton Senna, recém contratado pela Toleman-Hart. Nesses dias estávamos juntos no mesmo hotel e saímos para jantar todos os dias. Foram momentos de muita amizade e risada”, disse Emerson.

O carro de Fittipaldi ainda tinha uma curiosidade: possuía o rosto do famoso Mickey Mouse, personagem da Disney. A equipe tinha um patrocínio pontual da Mondadori, empresa italiana responsável pela distribuição das revistas em quadrinhos do Mickey pela Europa. Tudo graças ao companheiro de Fittipaldi nesse teste, o italiano Fulvio Ballabio, que também não seguiu na equipe.

Confira as reportagens da TV Globo sobre os testes de pré-temporada da F-1 em 1984: