Notícias

Ayrton Senna é o novo integrante do Comitê Paralímpico Brasileiro

O Comitê Paralímpico Brasileiro apresentou o tricampeão mundial de Fórmula 1 Ayrton Senna como o seu novo embaixador paralímpico. O anúncio foi feito ontem durante a abertura da exposição de fotos sobre os 20 anos do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), no Quiosque da Globo, na Praia de Copacabana, Rio de Janeiro.

A cerimônia contou com a presença da representante do Instituto Ayrton Senna, Larissa Mrozowski, do presidente do Comitê Paralímpico Internacional (IPC), Sir Philip Craven, do vice-presidente do CPB, o ex-atleta e campeão paralímpico de futebol de 5 (para cegos) Mizael Conrado, e do nadador Andre Brasil, dono de dez medalhas em Jogos Paralímpicos.

Além de Ayrton Senna, integram o time de embaixadores Fernanda Lima, Rodrigo Hilbert, Emerson Fittipaldi, Flávio Canto, Luiz Severiano Ribeiro, Romário e Ronaldinho Gaúcho. O programa foi lançado em julho deste ano e busca atrair atenção para o movimento paralímpico contando com a imagem dos embaixadores em eventos e em campanhas nas redes sociais.

Mesmo sem o automobilismo ser um esporte olímpico, Ayrton Senna foi convocado graças ao seu patriotismo e o desejo de ajudar o desenvolvimento do esporte, da educação e da cultura nacional.

Emocionado ao anunciar o novo parceiro, o vice-presidente do CPB, Mizael Conrado, ressaltou a importância da presença de Senna no grupo de embaixadores. “Os nossos valores são os mesmos. O Ayrton trouxe muito o que nós trazemos hoje para a sociedade brasileira, que é o orgulho do Brasil, orgulho dos feitos dos brasileiros”, disse. “Quem não se lembra das manhãs de domingo com o Ayrton nos enchendo de alegria?”, concluiu.

Representante do Instituto Ayrton Senna, Larissa Mrozowski ressaltou os valores do Movimento Paralímpico, que também sempre foram defendidos pelo herói do esporte brasileiro.

“Estou muito emocionada em representar o Instituto, que agora, de alguma forma, fará parte de algo tão lindo quanto o Movimento Paralímpico. Ambos compartilham valores semelhantes de determinação, superação e garra, que o Ayrton sempre acreditou”, ressaltou.