Noticias

Ayrton Senna será homenageado pela Marinha Brasileira em 15 países

17/07/2019

A Marinha do Brasil fará uma homenagem especial aos 25 anos de legado de Ayrton Senna, piloto tricampeão mundial de Fórmula 1. O Navio-Escola “Brasil” fará uma viagem por 15 países e passará por 18 portos ao redor do mundo, contando um pouco da história do maior piloto de todos os tempos para os tripulantes da embarcação.

Serão colocados vídeos sobre a carreira de Senna nas televisões do navio, além de um banner sobre o app Senna 360, onde os usuários terão acesso a um museu virtual sobre a carreira do piloto. Uma réplica do icônico capacete de Senna da temporada de 1993 será exposto, sendo este cedido pelo Instituto Ayrton Senna.

O navio suspende da Ilha do Mocanguê, que fica sob a Ponte Rio-Niterói, em 21 de julho após às 10h da manhã. A volta está programada para 15 de dezembro ainda neste ano.

“Estamos muito felizes com essa homenagem que será feita pela Marinha do Brasil ao Ayrton. Ele foi um exemplo para todos os brasileiros, dentro e fora das pistas, por isso estamos muito honrados de saber que a história do meu tio será passada para os tripulantes e todos que tiverem a oportunidade de visitar o navio ao redor de vários países”, diz Bianca Senna, sobrinha do piloto e diretora de Branding do Instituto Ayrton Senna.

Esta será a 33ª Viagem de Instrução de Guardas-Marinha (VIGM). A comissão tem o propósito de complementar, com ênfase na experiência prática, os conhecimentos teóricos adquiridos pelos militares na Escola Naval durante o ciclo escolar, aprimorar a formação cultural dos futuros Oficiais da Marinha do Brasil (MB) e representar o País e a Marinha nos diversos portos visitados, promovendo o estreitamento dos laços de amizade com as nações amigas.

O Navio-Escola “Brasil” também passará por outros dois portos no Brasil: Salvador (BA), entre os dias 24 e 26 deste mês, além de atracar em Fortaleza (CE), na volta, entre os dias 7 e 9 de dezembro.

Um dos portos mais especiais que o Navio-Escola “Brasil” atracará é o de Mônaco, local onde Senna fez história com seis vitórias na F1, sendo até hoje o recordista de triunfos no circuito, que fica exatamente na área portuária.

Confira abaixo o roteiro completo do “Navio-Escola “Brasil”:

PORTO                 ATRACA   DIA   SUSPENDE DIA
Rio de Janeiro – BRA 21/07/2019  dom
Salvador – BRA 24/07/2019  qua 26/07/2019  sex
Praia – CPV 03/08/2019  sáb 05/08/2019  seg
Valencia – ESP 13/08/2019  ter 17/08/2019  sáb
Monaco – MON 19/08/2019  seg 21/08/2019  qua
Civitavecchia – ITA 22/08/2019  qui 28/08/2019  qua
Split – CRO 31/08/2019  sáb 03/09/2019  ter
Koper – ESL 04/09/2019  qua 07/09/2019  sáb
Haifa – ISR 12/09/2019  qui 15/09/2019  dom
Alexandria – EGI 16/09/2019  seg 18/09/2019  qua
Toulon – FRA 23/09/2019  seg 26/09/2019  qui
Le Havre – FRA 03/10/2019  qui 07/10/2019  seg
Hamburgo – ALE 09/10/2019  qua 13/10/2019  dom
Londres – ING 15/10/2019  ter 20/10/2019  dom
Lisboa – POR 24/10/2019  qui 28/10/2019  seg
Baltimore – EUA 09/11/2019  sáb 14/11/2019  qui
Mayport – EUA 18/11/2019  seg 23/11/2019  sáb
San Juan – PRI 27/11/2019  qua 29/11/2019  sex
Fortaleza – BRA 07/12/2019  sáb 09/12/2019  seg
Rio de Janeiro – BRA 15/12/2019  dom

Sobre a tripulação e o navio

A Turma “Almirante Saboia” é composta por 227 Guardas-Marinha, oriundos da Escola Naval. Também embarcarão no navio, convidados do Ministério das Relações Exteriores, Exército Brasileiro, da Força Aérea Brasileira, da Marinha Mercante Nacional e de Marinhas amigas como Argentina, Chile, EUA, México, Portugal, Reino Unido, Uruguai, Paraguai e Peru.

Ao término da viagem, os Guardas-Marinha (GM) serão nomeados ao posto de Segundo-Tenente e distribuídos por todo o País, de acordo com o seu Corpo e Habilitação. Aqueles pertencentes ao Corpo da Armada embarcarão nos navios da Marinha; os integrantes do Corpo de Fuzileiros Navais serão designados para os diversos Batalhões e Companhias Independentes; e os componentes do Corpo de Intendentes da Marinha poderão servir a bordo dos navios ou em Organizações Militares em terra.

O Navio foi construído pelo Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro, a partir do projeto desenvolvido pela Diretoria de Engenharia Naval, ambos órgãos da MB. Sua construção foi iniciada em setembro de 1981 e, após dois anos, no dia 23 de setembro de 1983, o navio foi lançado ao mar, tendo sido incorporado à Marinha em 21 de agosto de 1986, ocasião em que foi transferido para o Setor Operativo.

O Navio tem sido mantido atualizado ao longo dos anos, estando equipado com modernos sistemas, a maioria proveniente de projetos desenvolvidos tanto pela MB, quanto por empresas nacionais, destacando-se o Sistema de Simulação Tática e Treinamento (SSTT), importante recurso instrucional de operações navais para os GM; o Centro de Integração de Sensores para Navegação Eletrônica (CISNE); o Sistema de Controle de Avarias (SCAv) e o Sistema de Controle e Monitoramento da Propulsão (SCMP).

Os órgãos da mídia interessados em cobrir o suspender do navio poderão credenciar-se previamente junto ao Comando da Força de Superfície pelos telefones (21) 2189-1024/1984 – Contato: 1ºTen (AA) Valmir / SO-RM1-ES CHAGAS ou pelo e-mail: comforsup.comsoc@marinha.mil.br.