Notícias

As conquistas de Ayrton Senna no GP da Hungria

A Fórmula 1 realizará a 11ª etapa da temporada neste fim de semana no circuito de Hungaroring, na Hungria. Essa pista, que está presente no calendário da Fórmula 1 desde 1986, foi palco de várias conquistas do nosso tricampeão mundial Ayrton Senna.

De um total de 8 corridas que participou em Hungaroring, Senna conseguiu 3 pole positions, subiu ao pódio 6 vezes e conquistou 3 vitórias. Ou seja, 50% das vezes que subiu ao pódio da F1 na Hungria, o tricampeão mundial estava no lugar mais alto do pódio.

E por falar em vitórias, vamos relembrar os três triunfos de Senna no circuito de Hungaroring:

1988 – 1ª vitória de Senna em Hungaroring

Em 1988, ano em que conquistou seu primeiro título mundial, Senna venceu o Grande Prêmio da Hungria com a menor diferença para Alain Prost em uma linha de chegada: 0s529

No sábado, Ayrton cravou sua 24ª pole position da carreira com uma volta de 1min27s635 e no domingo o piloto brasileiro dominou a prova de ponta a ponta nas 76 voltas. A bordo do McLaren-Honda MP4/4, Senna alcançou a sua 12ª vitória na F1.

1991 – 2ª vitória de Senna em Hungaroring

No ano de seu terceiro título mundial, Senna conquistou sua segunda vitória no circuito húngaro. Pilotando o McLaren-Honda MP4/6, ele cravou a pole position no sábado com o tempo de 1min16s147 e no domingo liderou todas as voltas do GP da Hungria para comemorar seu 31º triunfo na Fórmula 1.

Os principais adversários de Senna nessa prova foram Ricardo Patrese e Nigel Mansell, ambos pilotos da Williams. A vitória da McLaren trouxe paz para o box da equipe, que reassumiu a liderança do campeonato de construtores e homenageou Soichiro Honda, fundador da montadora japonesa, que havia falecidos poucos dias antes da corrida.

1992 – 3ª vitória de Senna em Hungaroring

Em 1992, já tricampeão mundial, Senna triunfou pela terceira vez em Hungaroring. Depois de largar na segunda posição, o piloto brasileiro alcançou a ponta ao fim da volta 38, liderando a prova da volta 39 até a 77. Ao seu lado, subiram ao pódio Nigel Mansell, campeão mundial de 1992, e Gerhard Berger, companheiro de equipe de Ayrton.

Essa foi uma das três vitórias de Senna em um ano bastante difícil para a equipe McLaren, que viu as Williams dominarem a maior parte da temporada.