Notícias

Campanha #NoPulsoDoBrasil, lançada pelo Instituto Ayrton Senna, é premiada em Cannes

A campanha publicitária #NoPulsoDoBrasil, do Instituto Ayrton Senna em parceria com a J. Walter Thompson, recebeu nesta semana um dos prêmios mais importantes do ramo: o Leão de Prata no Festival Internacional de Criatividade de Cannes (França), na categoria de Experiência Aumentada para mobile. O “Cannes Lions Internacional Festival of Creativity” é o maior e mais importante evento publicitário do mundo.

Em um ano de extrema importância para o esporte no Brasil, a campanha é baseada em um filme de animação com uma mensagem de Senna para os atletas. As imagens que recriam as dificuldades e a superação que Ayrton teve em uma das suas mais belas vitórias podem ser vistas por meio de um app de realidade aumentada em uma pulseira amuleto que está sendo entregue a toda delegação brasileira.

“É uma grande honra para todos nós que participamos desse projeto receber esse prêmio em Cannes. O vídeo da campanha percorreu o mundo e emocionou todos os brasileiros, revivendo aquela vitória épica do Ayrton em Interlagos. Esperamos que as pulseiras estimulem os nossos atletas a conquistarem várias medalhas de ouro”, diz Bianca Senna, diretora de Branding do Instituto Ayrton Senna e sobrinha do tricampeão mundial de F-1.

A pulseira da campanha #NoPulsoDoBrasil também está sendo distribuída para personalidades e jornalistas do Instituto Ayrton Senna, além de estarem à venda para o público em geral no próprio site da Ayrton Senna Shop e na Netshoes.

A ação criada pela J. Walter Thompson, em parceria com o estúdio de animação Le Cube, estimava inicialmente a produção de 2 mil pulseiras, mas a reverberação foi tão grande que outros 32 mil itens já estão em produção e uma quantidade ainda maior está prevista para ser distribuída em breve.

O filme de animação retrata a emoção de Senna em um de seus momentos mais memoráveis da carreira. Na corrida de 1991, no circuito de Interlagos, em São Paulo, depois de uma série de problemas no carro e sofrendo com espasmos musculares, ele venceu a prova, levando a torcida ao delírio.