Noticias

Das primeiras corridas no kart à consagração na F1: relembre as histórias de Senna em Interlagos

23/01/2019

Ayrton Senna foi responsável por momentos memoráveis na F1 em Interlagos, palco também de vitórias brasileiras inesquecíveis com Emerson Fittipaldi (1973 e 1974) e José Carlos Pace (1975), que dá nome ao autódromo. O último triunfo de Fittipaldi, inclusive, completa 45 anos neste dia 27 de janeiro.

A história de Senna em Interlagos começou no kart, bem antes das vitórias heroicas de 1991 e 1993. Relembre algumas dessas boas lembranças do tricampeão mundial em Interlagos.

GP do Brasil de 1990

O GP do Brasil foi disputado entre 1981 e 1989 no Autódromo de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, mas em 1990 a corrida foi transferida para São Paulo. Ayrton Senna acompanhou de perto as obras de reforma do traçado em Interlagos e, com as modificações, o circuito ficou mais curto e ganhou um S logo após a reta principal (da linha de chegada). Logo essa sequência de curvas ficaria batizada como “S do Senna”.

Na primeira prova da F1 em Interlagos após as modificações, em 1990, o piloto brasileiro tinha grandes chances de vitória, mas um toque com o japonês Satoru Nakajima, um dos retardatários, fez com que Senna perdesse o bico ainda quando era líder da corrida com a McLaren. Ayrton foi para os boxes, fez uma boa corrida de recuperação e conseguiu chegar em terceiro lugar. Apesar de conquistar seu primeiro pódio em Interlagos logo na estreia, ele queria mais para o ano seguinte.

GP do Brasil de 1991

A primeira vitória de Ayrton Senna no GP do Brasil veio em 1991. Nos treinos classificatórios, Ayrton garantiu a pole, porém sabia que teria problemas com Nigel Mansell e Ricardo Patrese, ambos da Williams. O brasileiro liderou a corrida sem os rivais por perto durante a maior parte da prova e chegou a colocar 40 segundos de vantagem para Patrese quando restavam dez voltas para o final.

Na 65ª volta, faltando apenas seis voltas, o ídolo brasileiro teve que lutar contra um problema que vinha se agravando na caixa de câmbio e, mesmo com apenas a sexta marcha, lutou com todas as forças para segurar o carro e conseguiu terminar três segundos à frente de Patrese. Foi uma das maiores corridas de Senna na F1 em um final dramático e emocionante para todos os brasileiros em Interlagos.

GP do Brasil de 1993

Ayrton Senna tinha uma dura missão em Interlagos na temporada de 1993 devido à superioridade dos carros de Alain Prost e Damon Hill, ambos da Williams. Largando em terceiro, a esperança do brasileiro era uma grande reviravolta com a possibilidade de chuva durante a corrida.

Com toda a água que caiu em Interlagos naquela prova, aconteceu de tudo: houve nove acidentes, diferenças em estratégias com pneus de chuva e slicks, além da primeira entrada do Safety Car (por oito voltas) depois de ser oficialmente instituído na F1.

Ayrton Senna ainda perdeu mais de 10 segundos nos boxes por conta de uma punição (drive thru). Quando a chuva parou e a pista começou a secar, o piloto brasileiro ultrapassou Damon Hill e segurou a liderança com sua McLaren até a bandeirada final. Assim que foi confirmada a vitória de Senna, a torcida brasileira invadiu completamente a pista para saudar o tricampeão.

Primeira vitória no Kartódromo

Ayrton Senna venceu sua primeira corrida oficial no kart em Interlagos e hoje o local tem o nome justamente em sua homenagem: Kartódromo Ayrton Senna. A pista fica localizada atrás da antiga reta oposta do autódromo paulistano. O primeiro triunfo de Senna por lá foi em julho de 1973, quando Ayrton tinha 13 anos.

Primeiro título no kart

O primeiro título de Ayrton Senna na carreira também aconteceu no Kartódromo de Interlagos. Ainda com apenas 13 anos, o piloto foi Campeão Paulista na categoria Júnior em 1974, justamente no ano em que Emerson Fittipaldi venceu o GP do Brasil e sagrou-se bicampeão mundial de F1. Após isto, Senna conquistou pelo menos um troféu de campeão por ano até chegar na Fórmula 1 em 1984, passando por diversas categorias no kart, Fórmula Ford 1600, Fórmula Ford 2000 e Fórmula 3 Inglesa.