Notícias

No Dia Mundial da Água, relembre a preocupação de Ayrton Senna com o meio ambiente

O dia 22 de março foi declarado Dia Mundial da Água pela ONU (Organização das Nações Unidas) em 1992 com o objetivo de alertar os cidadãos sobre o uso consciente da água e sua importância para o meio ambiente.

Em 1990, antes de iniciar a temporada onde se sagraria bicampeão, Ayrton Senna foi até o Rio de Janeiro para uma ação de seu patrocinador, o Banco Nacional, que entregou sete máquinas especializadas em limpeza de praia à prefeitura local.

“Acho que esta iniciativa do Banco Nacional deveria ser copiada por outras empresas. É preciso maior contribuição para manter as praias, não só do Rio de Janeiro, mas de todo o Brasil, limpas para que os turistas venham o ano inteiro. Cabe agora a todos nós que tenhamos um pouco mais de conscientização em não poluirmos tanto as nossas belas praias”, afirmou Senna em entrevista coletiva dada na praia do Leme.

Bianca Senna, sobrinha do tricampeão mundial, e diretora de branding do Instituto Ayrton Senna, lembra que o tio se preocupava com a poluição das águas até quando estava em momento de lazer.

“O Ayrton era fanático por jet ski e, mesmo quando estava acelerando nas águas de Angra dos Reis, ele parava para recolher o lixo que encontrava pelo caminho. Ele sempre se preocupou com o meio ambiente e sabia da importância de tratarmos bem a natureza. Ele até brincava que quando se aposentasse ia ser ‘fiscal da natureza’ para ajudar nesta preservação”, revela Bianca.

Veja as matérias da época sobre a ação de Senna e do Banco Nacional nas praias do Rio de Janeiro em 1990.