Notícias

No Dia Mundial do Mágico, relembre os momentos em que Ayrton Senna fez mágica nas pistas

O Dia Mundial do Mágico é comemorado no dia 31 de janeiro, e o fã de Ayrton Senna sabe que, nas pistas, o piloto brasileiro conseguiu momentos mágicos em sua carreira. O site oficial do tricampeão mundial de F-1 separou seis momentos de magia para o público do automobilismo:

1 – GP de Mônaco 1984

Largando em 13º, e sem nunca ter corrido em Monte Carlo, Senna protagonizaria um espetáculo na chuva. O brasileiro foi superando adversários consagrados como Keke Rosberg, Niki Lauda e Michele Alboreto até chegar em 2º lugar, quando a prova foi suspensa na volta 31. Era apenas sua sexta corrida na Fórmula 1 e o brasileiro conquistou o primeiro de seus 80 pódios na categoria.

2- GP de Portugal 1985

A história da primeira vitória de Ayrton Senna na F-1, no GP de Portugal de 1985, também teve momentos dignos de magia. Novamente sob uma forte chuva, Senna deu um show. Largando na pole position, a primeira de sua carreira, o piloto da Lotus disparou na frente dos rivaiscolocando uma volta de vantagem para Patrick Tambay, terceiro colocado, e duas voltas em Nigel Mansell, quinto na corrida. O segundo colocado, Michele Alboreto, completou a prova a incríveis 1min02s978 atrás do brasileiro.

3- GP da Europa – Donington Park 1993

A chuva é para Senna como o baralho para o mágico: um ótimo instrumento para fazer suas apresentações inesquecíveis. Em Donington Park, na mesma pista em que realizou seu primeiro teste na F-1 dez anos antes, Senna foi o protagonista da melhor volta de todos os tempos.Largando em 4º, assumiu a ponta ainda na primeira volta. Durante a prova, foi tão superior aos então super favoritos da Williams que colocou uma volta em seu grande rival, Alain Prost, terceiro colocado.

4- GP do Brasil 1991

A primeira vitória de Ayrton Senna no GP do Brasil bateu na trave durante vários anos. Em 1991, o roteiro parecia ser semelhante quando não se via Ayrton Senna trocar as marchas nas voltas finais e, com isso, a diferença para Riccardo Patrese (Williams) começou a cair vertiginosamente. Com problemas de câmbio, o brasileiro fez quase um milagre ao levar a McLaren com apenas a sexta marcha até o final, cruzando apenas 2s991 na frente do piloto italiano.

5- Vitória praticamente sem freios – 1982

Em Snetterton, na Inglaterra, durante o campeonato de Fórmula Ford de 1982, Senna fez algo que até os mecânicos mais experientes duvidariam ser possível. Largou na ponta, mas logo descobriu que estava com problemas de freio. Senna acabou perdendo algumas posições até se adaptar com novo estilo de pilotagem do carro, mas depois recuperou a liderança e venceu.

Após a corrida, o brasileiro relatou o ocorrido e os mecânicos verificaram que o disco de freio dianteiro estava gelado, comprovando que o brasileiro realmente não os tinha utilizado.

6 – GP do Japão 1988

Na largada para o GP do Japão de 1988, com um problema na embreagem, Senna saiu mal e caiu para o 16º lugar. Por sorte, não foi tocado por nenhum adversário e, como grid de largada estava localizado numa descida, o piloto fez com que o carro “pegasse no tranco”. Com um espetáculo de ultrapassagens, Senna conseguiu voltar à liderança após ultrapassar Alain Prost e pôde comemorar seu primeiro título mundial com a vitória em Suzuka.