Notícias

Nos 70 anos da F1, relembre 7 vitórias emocionantes de Ayrton Senna

A Fórmula 1 está completando 70 anos de história em 2020 e o Grande Prêmio comemorativo desta data especial será realizado neste domingo (09) em Silverstone, na Inglaterra, circuito no qual Ayrton Senna tem 10 vitórias na carreira, considerando todas as categorias (F1, F3, FF1600 e FF2000). 

Tricampeão mundial de Fórmula 1, Ayrton Senna competiu em 161 Grandes Prêmios, acelerando por quatro equipes diferentes entre as temporadas 1984 e 1994. Com diversos recordes e conquistas, Senna é o quinto maior vencedor entre os 108 pilotos que já venceram na F1, acumulando 41 vitórias, 65 poles e 80 pódios. 

No aniversário da Fórmula 1, relembre sete vitórias emocionantes de Senna na categoria: 

GP de Portugal de 1985 

Em seu segundo ano na F1, Senna conquistou sua primeira vitória na categoria em Estoril. E o roteiro foi completo: Ayrton cravou a pole no sábado – meio segundo à frente de Prost – venceu de ponta a ponta sob chuva no domingo e terminou com cerca de 1min2s de vantagem para o segundo colocado, Michele Alboreto, da Ferrari. Um domínio completo e impressionante para um jovem que realizava apenas sua segunda corrida com a Lotus. 

GP da Espanha de 1986 

Em 1986, Senna conquistou a vitória mais apertada de sua carreira no circuito de Jerez de La Frontera, na Espanha. Ayrton superou Nigel Mansell por apenas 14 milésimos na linha de chegada com a Lotus. Os carros cruzaram a linha de chegada lado a lado e Senna assumiu a liderança do campeonato daquele ano. Na transmissão da TV Globo, o narrador Galvão Bueno eternizou o bordão “Haja coração” ao final da prova.  

GP do Brasil de 1991 

A corrida no Autódromo de Interlagos, em São Paulo (SP), acontecia sem sustos para Ayrton até as voltas finais e o piloto brasileiro tinha 36 segundos de vantagem para Riccardo Patrese. Faltando sete voltas para o final da prova, no entanto, a caixa de câmbio do carro de Senna quebrou e ele teve que guiar apenas com a sexta marcha até cruzar a linha de chegada. No final, deu tudo certo e a festa brasileira estava garantida naquele domingo: primeira vitória de Senna no Brasil. 

GP do Japão de 1988 

A corrida no Japão em 1988 era decisiva e simples para Senna: se vencesse, conquistaria seu primeiro título com a McLaren. Um problema na largada, no entanto, fez com que Senna perdesse a vantagem da pole position e caísse para a 14ª colocação. Após fazer o carro “pegar no tranco”, Ayrton fez uma das melhores corridas de sua carreira, tomou a primeira colocação de Alain Prost ainda na volta 28 – em ultrapassagem na reta dos boxes – e acelerou forte até o final para conquistar seu primeiro título mundial. 

GP de Mônaco de 1992 

Esse GP, que parecia decidido com vantagem para a Williams de Nigel Mansell, teve oito voltas de completa emoção na parte final em Mônaco. Foi nesse dia que Senna conquistou uma de suas vitórias mais impressionantes no Principado após um duelo incrível com o “Leão”, que contava com um dos melhores carros da história da F1. Senna, a caminho de igualar o recorde de vitórias em Mônaco de Graham Hill, assumiu a ponta quando o piloto inglês teve um furo de pneu e foi para o box. Ayrton segurou Mansell nas últimas voltas com muita habilidade para vencer pela quinta vez no Principado.  

GP do Brasil de 1993 

Com um carro inferior ao das Williams em 1993, Senna largou na terceira colocação do GP do Brasil, em Interlagos, atrás de Alain Prost e Damon Hill. A chuva, sempre aliada do piloto brasileiro, tumultuou a prova, que teve nove acidentes na pista, sendo Prost uma das vítimas. 

O brasileiro, já tricampeão mundial na época, ainda sofreu uma punição por uma manobra da direção de prova e perdeu mais de 10 segundos preciosos nos boxes. Quando a chuva parou e a pista começou a secar, o piloto brasileiro ultrapassou Hill com um verdadeiro “drible da vaca” no Laranjinha e segurou sua McLaren até a bandeirada final. O carro parou 50 metros após a linha de chegada e a torcida presente em Interlagos invadiu a pista para comemorar com o piloto. 

GP da Europa de 1993 

Ayrton fez uma prova cinematográfica no GP da Europa de 1993, em Donington Park, na Inglaterra. Logo na primeira volta, Senna mostrou a que veio e fez uma volta impressionante, que até hoje é considerada a melhor de todos os tempos na F1. O brasileiro ultrapassou Michael Schumacher (Benetton), Karl Wendingler (Sauber) e as Williams de Damon Hill e Alain Prost. 

Para completar o show, o piloto brasileiro ainda colocou uma volta de vantagem no terceiro colocado, que foi Prost. Senna também cravou a melhor volta da corrida passando por dentro box, já que tinha estudado o circuito e sabia que por ali a volta seria mais curta e rápida. Na época, não existia o limitador de velocidade nos boxes.