Noticias

O duelo de Senna e Schumacher pela pole no GP do Pacífico

16/04/2019

Senna começou o final de semana dando um show no treino classificatório de Aida em uma das suas grandes disputas com Michael Schumacher. Confira no vídeo abaixo a batalha nos décimos de segundo.

A segunda etapa da Fórmula 1 em 1994 aconteceu no circuito de Aida, no Japão. A pista recebia o campeonato pela primeira vez e a expectativa nos treinos era para ver quem se adaptava melhor ao traçado do GP do Pacífico.

Com o tempo de 1min10s218, Ayrton superou o rival por 0s222 e garantiu sua 64ª pole position da carreira. O alemão da Benetton ficou em segundo e Damon Hill ficou com o terceiro tempo. Mika Hakkinen, da McLaren, fechou a segunda fila.

Depois do treino, os mecânicos das Williams vararam a madrugada fazendo ajustes na suspensão e outros acertos pedidos pelo piloto. No warm up, o carro da Williams estava perfeito: rápido e bem equilibrado para aquele circuito travado de 11 curvas e 3.703 km.

Mas a animação com o carro durou menos de uma volta. Logo na primeira curva, o brasileiro foi tocado em um acidente com outros pilotos e teve que adiar mais uma vez os planos de vencer pela nova equipe.

O próprio Ayrton resumiu o toque na primeira curva, que o tirou da disputa pela vitória:

“Como o Schumacher largou melhor do que eu, tirei o pé para evitar um acidente na curva. Mas aí o Mika Hakkinen (McLaren), atabalhoadamente, me bateu por trás e me tirou da corrida. Eu já estava fora do traçado quando o Nicola Larini (Ferrari) entrou na lateral da Williams, fechando a minha participação em Aida. A minha alegria ficou por conta do Rubinho e do Christian”, disse Senna aos jornalistas.

Ao final das 83 voltas, Schumacher venceu de ponta a ponta e não foi incomodado durante a corrida. Gerhard Berger, que largou em quinto com a Ferrari, foi o segundo colocado e Rubens Barrichello fechou o pódio com a Jordan. Esse foi o primeiro pódio de Rubinho na F-1. Christian Fittipaldi, da Footwork, conquistou o quarto lugar.

Com o resultado, Schumacher abriu 20 pontos no campeonato. Rubens Barrichello era o segundo colocado com sete. Hill e Berger vinham logo atrás, com seis pontos.