Grande Prêmio de Portugal – 1984

Voltar

Ayrton Senna já estava acertado com a Lotus e o fim de semana foi o seu último compromisso com a Toleman. Ele, no entanto, queria se despedir em grande estilo. Fechar esta importante passagem pela equipe, a sua primeira na Fórmula 1, com chave de ouro.

Por isso, dedicou-se muito nos treinos livres para conseguir uma boa posição de largada. Acertou o carro, foi para a pista, pisou fundo e obteve o surpreendente terceiro lugar, atrás apenas da Brabham de Nelson Piquet e da McLaren de Alain Prost.

Na corrida, foi novamente muito bem, superando Michele Alboreto (Ferrari) na disputa pelo terceiro lugar na última volta, fechando assim sua biografia na Toleman com mais um pódio.

No final do Grande Prêmio, Ayrton Senna recebeu uma terna homenagem dos mecânicos da sua equipe com um cartaz profético: “A Toleman nunca será a mesma sem Senna”.

Os 13 pontos de Ayrton Senna conquistados com a equipe em 1984 foram a metade de todos os conquistados pela Toleman em sua existência na Fórmula 1, entre 1981 e 1985.

Em 1985, a equipe foi vendida e passou a se chamar Benetton. E Ayrton Senna começou a brilhar em sua nova equipe, conquistando as suas primeiras vitórias na Fórmula 1.

Resumo da Corrida

  • 1 N. Piquet
  • 2 A. Prost
  • 3 Ayrton Senna
  • 4 K. Rosberg
  • 5 E. de Angelis
  • 6 N. Mansell
  • 7 P. Tambay
  • 8 M. Alboreto
  • 9 D. Warwick
  • 10 S. Johansson
  • 11 N. Lauda
  • 12 R. Patrese
  • 13 P. Streiff
  • 14 E. Cheever
  • 15 J. Laffite
  • 16 M. Surer
  • 17 R. Arnoux
  • 18 T. Boutsen
  • 19 M. Winkelhock
  • 20 A. de Cesaris
  • 21 F. Hesnault
  • 22 P. Ghinzani
  • 23 G. Berger
  • 24 J. Gartner
  • 25 M. Baldi
  • 26 J. Palmer
  • 27 P. Alliot
Voltas 70
Tempo Ensolarado
Volta mais rápida N. Lauda - 1´22´´996
Podium 1º A. Prost 2º N. Lauda 3º Ayrton Senna
Carros 27
Abandonos 10