Grande Prêmio da Austrália – 1985

Voltar

Havia expectativa pela atuação de Senna na pista de Adelaide. Ele já era respeitado por suas atuações nos circuitos de rua e poderia terminar o ano em grande estilo.

Começou o fim de semana muito bem. Foi o pole position, um segundo à frente de Nigel Mansell (Williams).

Na corrida, liderou nove das 82 voltas e parou na 62ª, outra vez traído por um motor quebrado.

Chegava ao fim da primeira temporada da Lotus. Foram duas vitórias, sete poles position, seis pódios e 38 pontos, num honroso quarto lugar.

Ayrton Senna definitivamente tinha descoberto o caminho da vitória e faria história na Fórmula 1.

Resumo da Corrida

  • 1 Ayrton Senna
  • 2 N. Mansell
  • 3 K. Rosberg
  • 4 A. Prost
  • 5 M. Alboreto
  • 6 M. Surer
  • 7 G. Berger
  • 8 P. Tambay
  • 9 N. Piquet
  • 10 E. de Angelis
  • 11 T. Boutsen
  • 12 D. Warwick
  • 13 E. Cheever
  • 14 R. Patrese
  • 15 S. Johansson
  • 16 N. Lauda
  • 17 M. Brundle
  • 18 P. Streiff
  • 19 A. Jones
  • 20 J. Laffite
  • 21 P. Ghinzani
  • 22 I. Capelli
  • 23 P. Martini
  • 24 T. Fabi
  • 25 H. Rothengatter
Voltas 82
Tempo Ensolarado
Volta mais rápida K. Rosberg - 1´23´´758
Podium 1º K. Rosberg 2º J. Laffite 3º P. Streiff
Carros 25
Abandonos 16