Grande Prêmio da Espanha – 1992

Voltar

Ayrton Senna abriu o jogo com a equipe. Foi firme e avisou que teriam que fazer muita coisa para manter o número 1 no carro – reservado ao campeão.

Depois, saiu para a pista e admitiu que guiou de forma estranha na Catalunha. A situação de inferioridade em relação à Williams obrigava-o a correr no limite para ter algum prazer em pilotar:

“Senão, onde vou encontrar motivação para continuar brigando e me expondo aos riscos da Fórmula 1?”

Ele largaria outra vez em terceiro e sem o motor com 50cv extras prometido pela Honda. Como começou a garoar pouco antes da corrida, Senna mandou colocar os pneus de chuva e fazer outros acertos no chassi.

Saiu mal e partiu com tudo, pois, embora soubesse dos riscos, corria para ser segundo. “Era a única posição que me interessava naquela altura do campeonato”, resumiu.

Rodou duas vezes. Na primeira, deixou o carro deslizar na brita e voltou à pista, valendo-se de sua experiência. Na segunda, desistiu.

“A única coisa que me passou pela cabeça no instante da derrapagem foi a lembrança do acidente do México no ano anterior. De novo não, pensei. Só faltava bater de frente, me machucar”

Ayrton Senna saiu do carro a três voltas do fim e assistiu a mais uma vitória de Nigel Mansell na temporada, agora ladeado por Michael Schumacher (Benetton) e Jean Alesi (Ferrari) no pódio.

Resumo da Corrida

  • 1 N. Mansell
  • 2 M. Schumacher
  • 3 Ayrton Senna
  • 4 R. Patrese
  • 5 I. Capelli
  • 6 M. Brundle
  • 7 G. Berger
  • 8 J. Alesi
  • 9 K. Wendlinger
  • 10 E. Comas
  • 11 A. de Cesaris
  • 12 J. Lehto
  • 13 P. Martini
  • 14 T. Boutsen
  • 15 O. Grouillard
  • 16 M. Alboreto
  • 17 M. Gugelmin
  • 18 G. Tarquini
  • 19 A. Suzuki
  • 20 A. Chiesa
  • 21 M. Hakkinen
  • 22 C. Fittipaldi
  • 23 T. Belmondo
  • 24 B. Gachot
  • 25 G. Morbidelli
  • 26 J. Herbert
Voltas 65
Tempo Chuvoso
Volta mais rápida N. Mansell - 1´42´´503
Podium 1º N. Mansell 2º M. Schumacher 3º J. Alesi
Carros 26
Abandonos 14

Senna na corrida

Posição de largada 3
Posição final Abandonou (62º volta)
Melhor volta 1’43’’176
Pontos somados para o Campeonato -
Posição no Campeonato após a prova 6
O que disse após a prova
“A única coisa que me passou pela cabeça no instante da derrapagem foi a lembrança do acidente do México no ano anterior. De novo não, pensei. Só faltava bater de frente, me machucar”