Grande Prêmio de Portugal – 1993

Voltar

Chegava ao fim uma era na Fórmula 1 de vitórias e grande rivalidade. Alain Prost, o Professor, com 199 Grandes Prêmios e 51 vitórias, anunciou que encerraria a carreira no fim da temporada.

E encerrou comemorando o tetracampeonato, conquistado após terminar a prova em segundo, atrás do vencedor Michael Schumacher.

Ayrton Senna largou em quarto e parou na 19ª volta com o motor quebrado.

Deixou Estoril sem nenhum comentário sobre a aposentadoria daquele que foi o seu maior adversário na Fórmula 1. Ficou ainda mais uma semana no circuito para testar um novo motor em sua McLaren.

Resumo da Corrida

  • 1 D. Hill
  • 2 A. Prost
  • 3 M. Hakkinen
  • 4 Ayrton Senna
  • 5 J. Alesi
  • 6 M. Schumacher
  • 7 R. Patrese
  • 8 G. Berger
  • 9 D. Warwick
  • 10 M. Blundell
  • 11 M. Brundle
  • 12 J. Lehto
  • 13 K. Wendlinger
  • 14 J. Herbert
  • 15 R. Barrichello
  • 16 A. Suzuki
  • 17 A. de Cesaris
  • 18 P. Lamy
  • 19 P. Martini
  • 20 P. Alliot
  • 21 U. Katayama
  • 22 E. Comas
  • 23 E. Naspetti
  • 24 C. Fittipaldi
  • 25 M. Alboreto
  • 26 L. Badoer
Voltas 71
Tempo Ensolarado
Volta mais rápida D. Hill - 1´14´´859
Podium 1º M. Schumacher 2º A. Prost 3º D. Hill
Carros 26
Abandonos 10

Senna na corrida

Posição de largada 4
Posição final Abandonou (19º volta)
Melhor volta 1’18’’365
Pontos somados para o Campeonato -
Posição no Campeonato após a prova 3
O que disse após a prova
“O motor explodiu de repente, com um grande barulho” (FORIX)