Notícias

Por 0s1! Conheça as poles de Senna conquistadas por menos de um décimo de segundo na F-1

Foi em um 13 de junho, no Canadá, em que Ayrton Senna conquistou uma de sua poles mais heroicas e apertadas na F-1. Em 1992, o piloto da McLaren superou as Williams-Renault de Nigel Mansell e Riccardo Patrese com uma volta em 1min19s775, sendo 0s097 mais rápido que o piloto italiano e cravando sua 61ª pole na carreira. Um feito e tanto levando em consideração a grande superioridade do conjunto da Williams naquela temporada.

Antes dessa “volta voadora” em 1992, Ayrton já havia conquistado outras cinco poles positions ainda mais apertadas que esta de Montreal. Relembre-as:

1- San Marino 1985

Em sua 2ª pole na F-1, Ayrton Senna cravou a pole position mais apertada de sua carreira. Com a Lotus, o piloto brasileiro fez o tempo de 1min27s327, sendo apenas 0s027 mais rápido que o finlandês Keke Rosberg, da Williams.

2- Canadá 1990

O início da temporada de 1990 foi de pleno domínio da McLaren, mas Senna foi desafiado por Gerhard Berger, seu companheiro de equipe. No classificatório, em Montreal, Ayrton cravou a pole de número 46 da sua carreira em 1min20s399, sendo 0s066 mais rápido que o austríaco.

3- Espanha 1988

A terceira pole mais apertada de Senna na F-1 aconteceu em Jerez, na Espanha, onde, por sinal, havia protagonizado dois anos antes a chegada espetacular contra Nigel Mansell por apenas 0s014. Na temporada de 1988, Senna e Prost duelaram por cada milésimos de segundo na busca pelo título. No treino que definiu as posições do grid, Ayrton cravou sua melhor volta em 1min24s067, sendo 0s067 mais veloz que o francês. Era sua 27ª pole na F-1 e sua 11ª pole na temporada de seu primeiro título mundial.

4- Mônaco 1985

O Principado de Mônaco é um dos lugares mais especiais da carreira de Ayrton Senna, sobretudo pelas suas seis vitórias e também pelo 2º lugar no dilúvio de 1984, quando o brasileiro pilotava pela Toleman. Em 1985, desta vez na Lotus, o brasileiro conquistou sua primeira de cinco poles em Monte Carlo. Com 1min20s450, Ayrton fechou sua melhor volta no treino classificatório somente 0s085 mais rápido que Nigel Mansell, da Williams. Era sua terceira pole position na carreira.

5- San Marino 1991

O Autódromo Enzo e Dino Ferrari foi palco do maior número de poles de Ayrton Senna na F-1: oito no total. Em 1991, Senna teve seu melhor início de temporada na carreira. Venceu e fez pole nas quatro corridas que abriram o ano. Uma delas foi em Ímola, com 0s080 de vantagem para a Williams de Riccardo Patrese no classificatório. A volta de 1min21s877 deu ao brasileiro sua 55ª pole position na F-1.