Notícias

Primeira corrida de Senna em um F3 teve pole e vitória do brasileiro

Em 13 de novembro de 1982, Ayrton Senna andou pela primeira vez em um carro de Fórmula 3 no Reino Unido. A corrida em Thruxton não valia pelo campeonato daquele ano, até porque ele já havia se encerrado, mas era o grande teste para o piloto brasileiro, que já sabia que faria a temporada regular de F-3 Inglesa no ano seguinte.

A equipe era a West Surrey, o carro era o modelo Racing Ralt RT3/82. Ayrton teria naquele final de semana uma grande exposição de mídia, principalmente pela presença de câmeras da TV BBC, um dos maiores canais de comunicação do mundo.

Ayrton enfrentaria vários pilotos que disputaram a temporada daquele ano, como Tommy Byrne, campeão de 1982. Outro piloto também queria aproveitar a oportunidade para mostrar serviço: o argentino Enrique “Quique” Mansilla, companheiro de Senna naquele ano na Fórmula Ford, onde Senna havia conquistado o título da categoria.

Mas, para Dick Bennetts, chefe da equipe West Surrey, Senna era quem certamente roubaria todas as atenções. Afinal, ele mesmo, sendo um experiente dono de equipe, nunca tinha visto um piloto correr tão rápido. “Ele (Ayrton) vence qualquer um”.

De fato, o brasileiro já começou o desafio na frente: Senna fez a pole em 1min13s34, quatro décimos mais rápido que a pole de Martin Brundle, feita três semanas atrás no campeonato da Fórmula 3 Inglesa. Ninguém além de Senna melhorou o tempo abaixo de 1min14 naquele treino classificatório.

Se na classificação Senna já mostrou de cara seu grande potencial, na corrida a concorrência foi ainda menor. Senna abria vantagem significativa a cada volta e venceu com uma impressionante margem para o segundo colocado, Bengt Tragardh: 13 segundos.

Com o espetáculo que o brasileiro proporcionou, Dick Bennetts e Ayrton Senna apertaram as mãos e fecharam a ida do piloto para disputar a temporada inteira da F3 Inglesa em 1983, iniciando assim o último degrau antes de sua estreia na F-1.