Notícias

Terceira vitória de Senna em Detroit completa 33 anos

“Em Detroit, você corre contra o calor e contra os muros”. Essas foram as palavras de Ayrton Senna depois de vencer no Grande Prêmio de Detroit, sua terceira vitória no campeonato de 1988 da Fórmula 1. Em comemoração aos 33 anos deste triunfo, relembraremos aquele final de semana de corrida.

Vindo de uma vitória na etapa anterior, em Montreal, Senna teria o circuito de rua de Detroit pela frente, uma pista bem desafiadora. “Aqui em Detroit não se pode cometer o menor erro. São raros os pontos onde existem guard rails e se você errar acaba batendo no concreto”, disse Ayrton.

Além do desafio da pista, Ayrton tinha seu companheiro de equipe da McLaren, Alain Prost, liderando o campeonato com 39 pontos, ao passo que o brasileiro estava em segundo na classificação, com 24 pontos.

Ayrton Senna foi o mais rápido no classificatório, conquistando sua sexta pole position na temporada e largando na frente do líder do campeonato, Prost, que classificou na quarta posição.

Na largada, Senna começou a abrir vantagem em relação aos demais pilotos, enquanto o francês acelerava em busca de posições e, assim, assumiu o segundo lugar logo na sexta volta.

Apesar das batalhas na pista entre os outros pilotos, Senna dominou a prova e venceu com 38 segundos de vantagem em relação a seu companheiro de equipe, que terminou em segundo. Thierry Boutsen, que corria pela Benetton, completou o pódio em terceiro.

Com o resultado do GP de Detroit, Senna diminuiu a diferença de pontos pela liderança do campeonato para 12, terminando o final de semana com 33 pontos na classificação. A capital do automóvel em 1988 foi palco de uma corrida simbólica no que diz respeito ao campeonato daquele ano, que contou com o domínio da McLaren e a acirrada disputa entre Senna e Prost.